life must go on

O que é que se escreve a seguir ao post abaixo? Qualquer coisa será pequena, insignificante, parva.

Menos uma. A minha mãe morreu e 12 dias depois descobri-me grávida. Não fiquei feliz, porque não sabia como. Ainda não estou, porque ainda não sei se estou bem ou mal grávida. Mais duas semanas desta moeda no ar e eu sem saber muito bem de que lado quero que aterre.

Advertisements

9 thoughts on “life must go on

  1. Filipa diz:

    Compreendo tudo o que escreves mas era algo que desejavas muito, Mariana. Só tens de te agarrar a esta nova etapa que, acredito, te ajudará a ultrapassar tudo o resto.

    Muita força e muitos parabésn pela novidade. Fico muito, muito, muito feliz por ti.

    (vais achar estranha esta minha nota final mas acho que vivemos na mesma terrinha. acho que te conheço e que temos amigos em comum. se o meu palpite estiver correcto, este mundo é mesmo uma ervilha.)

  2. Mariana diz:

    (Filipa, temos sim e somos sim. Até te mandei 2 e-mails sobre o assunto há uns tempos, para o mail associado ao perfil com que comentas. Terão ido parar ao spam? *)

  3. Filipa diz:

    (Ah! Talvez… quando chegar a casa vou ver. Aqui no banco não tenho acesso ao hotmail…)

  4. Ombemua diz:

    Parabens Mariana e muita forca e coragem para que tudo corra bem. Tudo se vai compor, lentamente mas vai…

    Baci*

  5. DNC diz:

    E eu, deste lado, só desejo que a moeda aterre do lado que tu desejas que aterre.

  6. Izzie diz:

    Vim só dizer que tinha saudades tuas, e que estou a torcer para que a moeda caia do lado que eu cá sei. Ser titi blogosférica é muito giro.
    Beijinho cheio de baba 🙂

  7. Maria Bê diz:

    Querida Mariana,
    Penso que cada alegria e cada tristeza têm um momento muito seu e que há que os viver a todos. Espero também que não aches que viver estas duas realidades em simultâneo é incompatível e que são ambas mutuamente exclusivas, não são. Correndo o risco de cair no cliché, a tua mãe gostaria que vivesses essa alegria intensamente e sem culpas. Quando puderes deixa que o teu coração se ilumine, sim? Por aqui estamos, bolacha e mini-biscoito, muito felizes por ti e pela tua cria. Olha, um amiguinho!!
    Um sorriso muito abraçado!

  8. Anna Blue diz:

    A Maria Bê disse mais ou menos o que eu tinha em mente dizer-te. Eu também vivi a perda de uma pessoa que me era querida durante a gravidez e estranhamente a ambivalência de sentimentos parece ocupar espaços diferentes cá por dentro. É estranho, é complicado e é difícil arrumar ideias, mas as coisas harmonizam-se, porque uma nova realidade vem a caminho e a pouco e pouco isso sobrepõe-se à dor. Deixo-te um grande abraço. Fico muito feliz por te saber grávida e olha, estamos aqui para o que for preciso.

  9. bee diz:

    lamento imenso pela tua mãe. é um cliché daqueles valentes, mas de facto, a vida continua… e aos poucos vais-te sentindo melhor, e espero que sejas capaz de curtir a gravidez!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: