se ela se vai aos poucos, que ficará no seu lugar?

Conta-me o meu pai que um rapaz com quem eu andei a brincar em criança matou um homem. Esfaqueou-o, por ter dito mal do trabalho dele.

Não o vejo há mais de 15 anos. Nunca o conheci bem, brincávamos quando eu era pequena, com outras crianças daquele lugar onde passava as férias de verão, todos nós de idades diferentes. Eu tinha 3 e ele 10 quando lá cheguei. Casou cedo, como todos ainda faziam naquele sítio. O casamento não agradou à família, cortaram ligações, nunca mais o vi. Ficou o esqueleto da casa que andava a construir e as fotografias dos meus 3 anos. Eu descalça como eles, apesar dos picos que se me enfiavam nos pés. Sorrisos de meninos no meio do monte, caras sujas, roupas velhas. As minhas só das férias, as deles de todos os dias. Parece que tinha casado segunda vez, feito as pazes com a família, tido um filho. Parecia estar finalmente com a vida feita.

Matou um homem. Foi ao funeral foi apanhado confessou. Ainda ontem brincávamos juntos e hoje matou um homem. Há 15 anos que não o via, não o conhecia, mas cá dentro morreu-me mais um bocadinho da inocência.

Anúncios

4 thoughts on “se ela se vai aos poucos, que ficará no seu lugar?

  1. Izzie diz:

    A mim foi a adolescência que me fugiu quando soube da primeira morte por overdose, um suicídio, uma morte de cancro aos 25 anos, um puto que já não era puto e matou a avó à facada para lhe roubar dinheiro para droga. E eu longe, já noutra vida, noutro mundo. Por um lado, ainda bem.

    • Mariana diz:

      Acho que a minha se foi quando um amigo se atirou para debaixo de um comboio. Ainda não estava noutro mundo, eu estava mesmo ali. Com este rapaz de agora estou noutro mundo e sim, por um lado ainda bem.

  2. Eu tenho aprendido, infelizmente, que nem conhecemos as pessoas com quem partilhamos tempo e espaço diariamente, quanto mais pessoas que não se vê há 15 anos… Todos nós, acredito, temos um lado negro cá dentro. Há quem o mantenha adormecido, felizmente. Outros, nem tanto…

    • Mariana diz:

      Eu concordo que todos temos um lado negro, só acho é que, para além de uns andarem adormecidos, também não são todos do mesmo tom de negro. Há uns que são só cinzento escuro e outros que são mesmo muito negros.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: