dos raros dias em que ser mais gaja me tinha dado um jeitaço

ou de como sou mesmo da geração pronto a vestir

Fiz um vestido por medida na terra da costura em 24h. Assenta-me maravilhosamente bem, a cor é muito bonita.  Demorei três anos a escolher modelo, alterações, corte e tecido e no fim não ficou nada do que eu queria. Provavelmente porque fui para lá sem saber bem o que isso era, sem saber distinguir um pano do outro, sem saber mais de costura que remendar um buraco ou coser um botão.

Tivesse eu mais 20 anos e era um vestido incrível. Paciência. Umas bolas de naftalina e já tenho vestido para quando acabar a especialidade.

Anúncios

4 thoughts on “dos raros dias em que ser mais gaja me tinha dado um jeitaço

  1. Maria Bê diz:

    Mas o que rrrrrrrrrámente* importa é saber se, apesar de não ter ficado nada do que querias, ficou estupendaço!
    Ta-ta!

    *Fashionista que é fashionista tem de colorir as suas frases com um rrrrrrrrrrrrrrrrámente aqui e ali. É isso ou as tias…

    • Mariana diz:

      Ficou estupendaço para uma senhora de 50 anos. Para uma de 31… not so much.

      • rita diz:

        Então é só demorares 19 anos a acabar o curso 🙂
        (assim como assim é normalmente o que se demora em Medicina, com especialização e tal, não é?)

      • Mariana diz:

        Era mesmo isso que eu queria dizer 🙂 Dependendo da especialidade, pode demorar, do 1º ano do curso ao último da especialidade, entre 11 e 13 anos, assumindo que vai tudo direitinho.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: