cá não somos politicamente correctos #2

Eu sei, eu sei, não se diz, não se reforça o estereotipo, não se apoia a misoginia. Por isso não leiam ou esqueçam que eu disse, mas eu vou dizer: há demasiadas mulheres más condutoras nas nossas estradas. Os homens são aceleras, fazem manobras perigosas e ensandecidas, mas elas são perigosas por serem atadas, por serem nabas, por engonharem o trânsito, por enconarem as filas, por não saberem onde são os pedais nem para que servem. Demasiadas vezes vejo carros a fazer determinadas asneiras e já sei que é uma mulher que vai a conduzir. E isto deixa-me furiosa e frustrada, porque há mulheres que conduzem incrivelmente bem mas depois é por estas tontas que ganhamos a fama.

Advertisements

15 thoughts on “cá não somos politicamente correctos #2

  1. Isa diz:

    Estou completamente de acordo contigo 😀

  2. Vespinha diz:

    Precisamente. E são danadas umas para as outras. E quano fazem asneira não têm sequer noção de que a fizeram.

  3. Anónimo diz:

    30 de Novembro é o dia mundia de “as mulheres não sabem estar atrás de um volante” ou quê? E passo a explicar: http://aminhavidadavaumaserie.blogspot.pt/2012/11/os-homens-sao-de-marte-e-em-venus-nao.html

  4. DNC diz:

    Este teu post deixa-me com sentimentos contraditórios… Por um lado, acho que tens toda a razão, eu própria penso o mesmo muitas vezes. Por outro lado, no outro dia chamaram-me mole no trânsito, e eu estava, simplesmente, a cumprir os limites de velocidade, e fico a pensar que se calhar os preconceitos que tenho em relação a essas supostas más condutoras são totalmente errados, porque eu acho que conduzo muito bem e, pelos vistos, há quem pense o contrário.

    Fiz-me entender?…

  5. Izzie diz:

    Não concordo, pela minha amostra a coisa anda fifty-fifty. Minto, já apanhei homens muito piores que as mulheres e, de entre os homens, os piores são os taxistas. Ah, e nenhuma mulher me fez um pirete; homens já vão dois. E um era taxista. Grandes ordinários.

  6. Anónimo diz:

    Se se considerar que conduzir bem é ser muito desenrascado, acho que os homens conduzem melhor; se se considerar que conduzir bem é fazer o seu caminho sem esquecer as regras de civismo e respeito, acho que as mulheres são muito melhores. Além disso, também me aborrece a falta de tolerância por qualquer hesitação que uma mulher tenha quando está a conduzir, uma estrada não é uma pista de Fórmula 1.

    • DNC diz:

      Estou com o anónimo! 🙂

    • Mariana diz:

      Eu não estou a falar das que respeitam o limite de velocidade, estou a falar das que vão a 40 na autoestrada, das que não sabem fazer ponto de embraiagem e quando arrancam numa subida já o semáforo mudou de cor, das que demoram 25 anos para estacionar num lugar onde cabe um camião.
      Claro que também há homens assim, mas infelizmente ainda há mais mulheres.

  7. AEnima diz:

    Nesse aspecto maus sao os velhinhos. Se controlares para a idade, nao sei se as mulheres serao significativamente mais azelhas que homens. Os homens tem outro tipo de azelhice, como limpar com os retrovisores dos carros estacionados pela rua fora porque veem mal e recusam a por oculos.

    Eu acho que o pior nas mulheres condutoras e’ o egoismo. Estamos numa fila para entrar num entroncamento cheio de transito… uma mulher condutora raramente da passagem… Nao da! E’ ela que tem o direito de passagem, portanto e’ incapaz de descer do pedestal (daqueles em que estao porque tem um “chip” no “shoulder”) para dar passagem ao desgracado ha espera vindo de uma estrada secundaria sem hipotese de se meter nas entreabertas.

  8. AEnima diz:

    (eu queria escrever ‘a espera… nao ha… sorry)

  9. AEnima diz:

    Jesus… eu ando mesmo mal do meu portugues. Reli o que escrevi e encontrei 3 erros. Eix. Tenho que recomecar a escrever o meu blog para nao destreinar. (desculpa la o desabafo)

  10. Just José diz:

    Aprecio a tua capacidade de ver a realidade para além da cegueira das “fações”, o que quer dizer que não és uma “facista” lol
    Confesso desde já que eu, um irredutível da abordagem científica às coisas e completamente anti-preconceito, não tenho nenhum estudo comparativo sobre o assunto para apresentar. No entanto a minha opinião, com base em dados de observação empírica e com essa ressalva, coincide totalmente com a tua.

    A minha observação tem incidido especialmente num curioso fenómeno:
    “carros-a-andar-à-noite-com-luzes-apagadas”

    Até agora temos que mais ou menos 80% são mulheres, 15% homens com mais de 70 anos e 5% homens.

    Era interessante investigar isto a fundo, saber porque é que a maior parte das mulheres são mais distraídas a conduzir e não se interessam nada pela sua performance a conduzir (e sim, também são mais egoístas).

    Tem de haver uma explicação psico-fisiológica.

  11. Os homens normalmente fazem asneira por chico-espertismo, as mulheres normalmente por lerdice. Não sei qual será pior. Não é tábua rasa obviamente. Mas o único acidente a sério que tive foi porque a gaja era lerda, tinha a carta há um mês e diz que nem me viu chegar. E eu fiquei com a culpa porque ia numa rotunda a virar de direcção, fiquei podre, ela ia seguir na rotunda não tinha nada que ir do lado de fora. Todos as vezes que passo naquela rotunda vejo gente a fazer a mesma manobra, mas lá está, nao têm uma naba do outro lado. Mas o pior de tudo nas mulheres é que raramente se vê uma mulher deixar passar outra. E quando deixámos passá-las raramente agradecem. Cabrice total. Vê-se tanta má-educação na estrada. É só frustrados.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: