o bebé ténia

Uma gaja nalgumas coisas também é um bocado gaja e por isso passa grande parte da sua vida preocupada com engordar. Entretanto uma gaja até se começa a sentir mais segura na sua pele e passa a não ligar tanto a isso, mais importante a saúde que a estética, vamos é preocupar-nos com coisas sérias.

Depois vem o dia em que uma gaja engravida. No início, devagar, nem se pensa muito nisso. Mas chegam os 4 meses e a balança marca mais um quilo e meio ou dois quilos, dependendo da hora do dia. Uma gaja fica feliz? Pensa eh pá, coisa fixe, eu a achar que ia ficar tipo cachalote ao fim de duas semanas e afinal sim senhora? Não. Uma gaja preocupa-se. E pensa que o puto é anão. Que está a nadar em seco. Que há aqui alguma coisa muito, muito errada. Uma gaja respira. Relativiza. Brinca com a situação, o gajo até diz que a gaja traz ali um bebé ténia. Mas o que vale é que há consulta três dias depois, que toda a internet não chegou para tranquilizar.

Dizem que mais vale cair em graça do que ser engraçado e também dizem que a gravidez é um estado de graça. Ainda estou para descobrir a piada disto tudo, já que não acho graça nenhuma à coisa.

Anúncios

6 thoughts on “o bebé ténia

  1. DNC diz:

    Pois, é que o teu problema, gaja ;), é que não és só uma gaja, nem és só uma gaja grávida. O teu problema é que és uma gaja grávida estudante de medicina! 🙂

    • DNC diz:

      De qualquer forma, acho que não deves preocupar-te demasiado, seria muito pior se tivesses engordado 4 ou 5 kg, pois ficavas sem grande margem de manobra para o terceiro trimestre que é quando a criança ganha peso. Mas isso também já tu sabes, não é?

      Vais ver que a consulta te vai deixar bem tranquila. 😉

  2. Anónimo diz:

    Aos 4 meses eu tinha perdido 3 kgs do meu peso normal e andava a vomitar que nem um animal. A miúda nasceu gordinha e saudável! Só se trabalha para a engorda (mãe e filho) no 3º trimestre!

  3. Maria Bê diz:

    Odeio magras… (tinha uma colega-amiga-irmã que me dizia isto com uma ternura que só ela). Aos quatro meses eu acho que já ia nos seis quilos… Não te aborreças comigo, eu portei-me o melhor que consegui, mas as náuseas… A mesma amiga dizia-me que a gravidez tinha ido para o rabo.
    Acabei por engordar 12 quilos e detestei cada grama. Menos nas mamas, que sou (era) gaja mais dada à borbulha que à mão cheia.
    Custou-me engordar e os três quilos e meio que ainda aqui estão aborrecem-me. Mas tudo a seu tempo… Tento convencer-me. Passei anos (décadas) a lutar contra os quilos que faziam de mim a rapariga “forte”. Nunca odiei tanto um eufemismo. Enfim, tudo a seu tempo. Ouviste (Maria)?
    Sorriso!

  4. Anna Blue diz:

    Acho durante a gravidez andamos sempre num estado de inquietação permanente. Se não é disto é daquilo. Faz parte. Depois há fases mais calmas em que se relativiza as coisas. Não te pre-ocupes, ou seja não te ocupes antes do tempo. Vai tudo correr bem! Vais ser uma grávida elegante e ter um puto reguila e saudável.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: