agora já percebo a angústia das ampulhetas

Os dias são sempre demasiado curtos para encaixar tudo o que quero fazer nos buracos deixados por tudo o que tenho de fazer. Acabo a adiar o desligar do computador, a dormir menos horas, a não me levantar mais cedo para lavar o cabelo e a andar mais cansada do que o meu corpo aguenta por estes dias. Enfio coisas nos buracos grandes, como consultas e urgências extra, que não são obrigatórias mas sem as quais medicina continua a ser a seca dos livros e aulas arrastadas. A cozinha, os planos do quarto do bebé, as arrumações obrigatórias, os planos de viagem, os livros fica tudo para o fim-de-semana, que também desaparece em fumo ainda mal começou. Já devia estar a dormir há 1 hora e estou aqui, a deitar-me para este papel moderno, com uma pontinha de dor de cabeça a aparecer em fundo.

Crescer é giro e não voltaria aos meus 15 anos nem que me pagassem. Mas isto do ratio tempo livre:ocupado devia estar mais bem pensado.

Anúncios

3 thoughts on “agora já percebo a angústia das ampulhetas

  1. Filipa diz:

    E quando nascer a criança ainda te vão parecer mais curtos. É alucinante… 🙂

  2. rita maria diz:

    Eu trabalhei o fim de semana TODO e a minha casa só tem 47 metros quadrados 😦

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: