disclaimer: não respondo pelas minhas hormonas pós-parto

Se há coisa que me mexe com os nervos é chamarem coitadinhos aos bebés. Não aos bebés doentes ou com cólicas ou cheios de fome ou, vá, com mães ou tias ou avós insuportáveis que passam os dias a apertar-lhes as bochechas – esses, coitadinhos, percebe-se. Irrita-me que chamem coitadinhos àqueles bebés sossegados, em paz, de fralda limpa e barriguinha cheia, como se coitadinho fosse sinónimo de pequenino. Apetece-me arrancar cabeças.

Ao meu, chamem-lhe muita coisa. Chamem-lhe bichinho, feijão, coisas feias como riquinho ou príncipe. Eu, desde que descobri que o puto tem o perímetro cefálico acima do normal para a idade, chamo-lhe cabeçudo. O primeiro que lhe chamar coitadinho vai ter de se haver com uma pós-grávida em processo de desintoxicação hormonal.

Advertisements

12 thoughts on “disclaimer: não respondo pelas minhas hormonas pós-parto

  1. Filipa diz:

    Não quero agoirar mas chamarem-lhe coitadinho vai ser o menor dos teus problemas… Arranja uma dose extra de paciência e aprende a filtrar os comentários/opiniões. Tooooooooda a gente vai ter uma palavra a dizer. Depois de algum tempo, torna-se insuportável! 🙂

  2. Ana Sofia diz:

    ahahahaha
    Adorei a parte do cabeçudo… e revejo-me. É que o meu filho, com dois anos e meio, há muito que saiu fora da curva do percentil (de perímetro cefálico). Acho que vai nos 110%!! :):)
    Eu chamo-lhe amorosamente “meu cabeçudo”, especialmente quando o raio das camisolas custam a passar na cabeça (que é cerca de 99% das vezes).

  3. Smelly Cat diz:

    Eu, cabeçuda, sinto necessidade de me defender! É claro que isso é sinal de muita inteligência, com certeza. Vai ser um Einstein… Diz-vos aquela que sempre andou acima da média nisso das medidas e que ao sexto mês de gestação já tinha as medidas para nascer…

  4. innocent bystander diz:

    hehehe, revejo-me nisso do coitadinho/coitadinha. Mas, por acaso, por aqui é usado até para as coisas boas. «já tem mais um dente!» «coitadinha!»

  5. Hidrocefálico conta? Ou já estás com o humor demasiado pré-mamã? 😛

  6. Conta-Fios diz:

    Acredita, «coitadinho» é mesmo irritante. Ao meu passam a vida a chamá-lo isso, a torto e a direito… O problema é que ele interiorizou e põe mesmo uma postura de “coitadinho” junto de certas pessoas, e assim se vai safando de muita asneirada. Acho a ideia do dicionário genial, só mesmo assim.

  7. Izzie diz:

    Essa do “coitadinho/a” é já uma célebre private joke entre mim e mate, que alargámos à minha sobrinha. Sim, ela também já sabe dar palmadinhas leves na cabeça dos irmãos, enquanto diz, com voz de velhota, “coitadinho!”. E depois rimos muito.

  8. Sofia diz:

    Bom e que dizer da minha futura sogra que cada vez que lhe perguntam pelo filho (um rapaz saudável de 26 anos, irmão do meu xuxu) inicia SEMPRE a frase com “coitadinho…”. Por exemplo, “coitadinho anda tão cansado”. Pergunta-me o que ele faz da vida e eu digo-te: NADA. Está desempregado (não por vontade própria). Ok, se eu estivesse desempregada se calhar também estava cansada de não fazer nada, mas dispenso ser a coitadinha…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: