paraíso

Dormir o suficiente é poder levantar-me sem despertador, entre as 8 e as 9h. Acordar devagar ou com os gatos aos saltos, levantar-me e abrir a varanda da sala porque já cheira a Verão lá fora mesmo que ainda entre a brisa fresquinha. Sentar-me no sofá com uma fatia de bolo, passar os olhos nos blogues, fazer mentalmente a lista do mercado, preparar-me para trabalhar qualquer coisa enquanto o marido se desforra do sono perdido durante a semana. Ver o mar ali ao fundo, há mar no horizonte da minha casa e isso surpreende-me sempre e é daquelas coisas tão simples (nem sequer é muito mar, é só mar) e que me fazem tão feliz. Não preciso de muitas horas de sono para acordar feliz, só de não ser arrancada da cama antes das sete, a não ser que seja para esvaziar a bexiga que tem encolhido e voltar para a cama mais um bocadinho. O meu paraíso é muito simples, dormir até às 8h, mar na janela (que também podia ser um quintal de árvores e relva em vez do mar), uma fatia de bolo, gatos mimalhos e o amor da minha vida a dormir ali ao fundo.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: