sisterhood of the flying panties

Chegas a uma fase da gravidez e só queres que a coisa acabe. Já não há posição para nada, sair da banheira é mais perigoso que atravessar uma auto-estrada a pé e já não consegues calçar nada que implique ajuda das mãos. E é nesta fase que toda a gente te dá conselhos: sobe escadas, limpa a casa (aquela coisa que eu já ADORO fazer quando tenho energia, está-se mesmo a ver), vai correr, come coisas picantes, toma óleo de rícino (não tomem! ajuda, mas vão passar horas na casa de banho), dança, salta, rebola, faz de morta. Se o puto não sai a bem, cansa-o até que ele escorregue por ali abaixo, claramente.

Mas o conselho mais transversal é o sexo. De repente toda a gente te fala de sexo. Como se, por não ser pelo prazer, para a javardice, o sexo se tornasse numa espécie de remédio que se toma. Afinal, serve um propósito maior, mandar vir o puto de Paris. De repente dás por ti e fazes parte de uma irmandade secreta qualquer, a távola redonda dos cavaleiros de Sir Hump-a-lot, gente que parece ter passado os últimos dias da gravidez em alegre maluqueira. E tu cheia de vontade de te enfiar numa banheira morna e adormecer até acordar com as contracções.

Dizem os estudos que sim, que o sexo ajuda. Por três razões: ajuda a produzir oxitocina, a “hormona do amor”, que é a mesma responsável pelo início do trabalho de parto; o orgasmo induz contracções uterinas que podem dar um empurrãozinho para a coisa começar e o sémen é rico em prostaglandinas, compostos que ajudam a amadurecer o colo do útero. De todos os métodos caseiros, parece ser o mais eficaz, diz a literatura. Por isso, grávidas, amaluquem para aí. Se conseguirem e estiverem para aí viradas, que com a barriga, as pernas inchadas, a falta de ar, a azia e todas as outras maravilhas que os 9 meses de gravidez trazem, é natural que não vos apeteça lá muito.

Anúncios

9 thoughts on “sisterhood of the flying panties

  1. Anónimo diz:

    Olha, eu fiz o que sei fazer melhor: repousei, li e vi TV. Claro que no dia da indução não estavam reunidas as condições físicas para a criança nascer e os 10 cm que o separavam do mundo não foram mais do que uma miragem… 🙂

    • Filipa diz:

      O comentário anterior é meu. O tlm não assumiu o nome.

      • Mariana diz:

        Se o colo estiver verde podem tentar induzir com toda a oxitocina do mundo que é como se te dessem aguinha. Não há indução que valha a um colo verde, a menos que se faça com prostaglandinas antes da oxitocina e isso no privado, pelo que me tenho apercebido, não se faz.

  2. rita maria diz:

    Eu vinha lembrar que se pode ter orgasmos por meios não acrobáticos, assistidos ou não por terceiros, mecanicamente ou de formas mais clássicas. Just sayin…

    (só perdias uma das vantagens anunciadas, a do esperma)
    (já te tinham sugerido induzir o parto com um vibrador ou sou a primeira?)

  3. What Elsa diz:

    A segunda razão “o orgasmo induz contracções uterinas que podem dar um empurrãozinho para a coisa começar” deixa de fora muitas mulheres.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: