and (almost) nothing else matters

As saudades que vou ter destas bochechas, de as encher de beijos, de as cheirar. E de te fazer cócegas no pescoço, com beijos quando te tenho ao colo. De te sentir aninhado em mim, quando estás quase quase a dormir. De te ver dormir e suspirar e levantar as mãozinhas. As saudades que eu vou ter de ti, meu filho pequenino a crescer a correr.

Anúncios

3 thoughts on “and (almost) nothing else matters

  1. Mac diz:

    Devia ser permitido às mães conservar para sempre o cheiro a bebé dos seus bebés 🙂

  2. Ana diz:

    Se até guardar a roupinha de 1 mês que não lhe serve já deu saudades, imagino tudo o resto… o que vale é que todos os dias há coisas novas que não nos deixam ficar demasiado tempo na nostalgia e, se por um lado já se chora um futuro, por outro já se idealiza as etapas que se seguem 🙂

  3. Filipa diz:

    🙂 passa muito rápido. sempre que revejo as fotos dos primeiros meses, sou invadida por uma nostalgia tão grande que, se pudesse, naquele exacto momento fazia o tempo recuar. mas, depois, vejo-o a brincar e a interagir connosco e percebo que o que existe hoje também é muito bom. e que o que virá amanhã também o será, certamente. é viver cada etapa intensamente e aproveitar tudo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: