pequenos prazeres inúteis

Eu leio enquanto ele dorme. Tu chegas com os mirtilos e, em bicos de pés, trazes-me uma taça cheia. Grandes e doces, são os últimos do ano. Sais sem fazer barulho, o sono dele é frágil e precioso. Lembro-me que te trouxe um croissant da padaria e mando-te uma mensagem, para não me mexer e não o acordar. Trocamos sorrisos, reais e virtuais, o amor nos pequenos mimos que nos damos.

Advertisements

One thought on “pequenos prazeres inúteis

  1. Anónimo diz:

    Oh, que ternura!
    Adoro ver pais assim.
    Desejo-vos muitas felicidades.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: