Monthly Archives: Abril 2014

Morro de pena dos médicos que trabalham em quatro sítios e se queixam de falta de tempo. Despedaça-se-me a alma, ju-ro.

Anúncios

ceci n’est pas sobre bola

Sem a minha mãe fiquei só eu num mar de azuis. A minha mãe era do Sporting e eu sou do Benfica, mas juntas éramos do anti-andrade. É feio, anti-desportista, o que quiserem. Mas era assim. Ela torcia pelos meus, eu torcia pelos dela, juntas torcíamos contra o Porto. Menos na Europa, lá fora éramos todos portugueses, embora uns um bocadinho menos que os outros. Sem a minha mãe fiquei eu no meio de tantos azuis.
Ontem ganhei, mãe. Este ano fomos nós. Nós porque foi o Benfica, mais nós porque não foi o Porto. É feio, pouco desportivo, o que quiserem. Éramos nós. E até esse vazio me ficou.

só demora 10 minutos a pôr o wrap quem o faz com os pés

Sim, sim, eu comprei uma sling. E um wrap. E uma manduca. Foram e são a minha salvação nos dias em que o meu bebé não dorme. Ou quando só quer colo. Ou quando era recém-nascido e não acalmava.
Ainda bem que há quem vá beber às culturas antigas e tenha recuperado o baby wearing.

texturas primavera-verão 2014

A cara de nojo do meu filho quando pegou pela primeira vez numa espiral de massa só teve paralelo na cara de nojo do pai quando apanhou a primeira ranhoca com a mão.

quantos destes conheces?

Há pessoas a quem reconhecemos autoridade sem provas dadas, simplesmente porque as ouvimos falar sobre os temas durante anos, com ares de grande domínio e sapiência. E nós, que até não percebemos muito da coisa, acreditamos.
Até ao dia em que as vemos na prática e percebemos: aquela teoria não era mais que informação papagueada, vazia de experiência. Como acreditar que alguém sabe muito de farmacologia só porque decora todas as bulas de medicamentos e rótulos de champô que lhe passam pelas mãos.

odiozinhos de estimação

Pessoas que usam o elevador para descer um andar.

macdreamys é que nem vê-los

Passa uma pessoa anos a tentar convencer o esposo que não senhora, os nossos hospitais não são a galderice que se vê na anatomia de grey, qual quê, nos nossos é tudo gente séria. E depois vai-se a ver e é este que é amante daquela, o outro que deixa a mulher pela enfermeira, os encontros imediatos de quase cópula nas casas de banho. Ora porra.