eu não queria virar o disco e tocar o mesmo, mas elas perseguem-me

Nosso senhor me livre e guarde de, emprenhando outra vez, as hormonas me virarem de tal forma que dê comigo a fazer sessões fotográficas de barriga ao léu, marido a beijar a barriga ou um mix combo dos dois, com confetis à mistura. Se há coisa pior que o “ar bovino de nossa senhora” (Izzie, 2012) é isto.

Anúncios

7 thoughts on “eu não queria virar o disco e tocar o mesmo, mas elas perseguem-me

  1. DNC diz:

    … é quase (eu disse quase) inevitável…

  2. Izzie diz:

    Claro que é evitável! Aquele ar de quem foi visitada pelo espírito santo – e aqui entre nós, em podendo escolher o método habitual e ser emprenhada por um espírito, acho que não há hesitação – só dá a algumas. A maior parte guarda-se para o nascimento, e depois andam a espalhar a boa nova de que agora que são mães é que ______ (preencher com sentimentos bonitos). E depois há as normais. Felizmente.

  3. anageorge diz:

    Se perdermos a forma, que não percamos o juízo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: